Downloads | Faça seu cadastro | Esqueci minha senha | Login
|
|
|
|
|
|
|
|
Ver minhas compras
Banner Dicas
 

 
Voltar

 

Orégano

(Origanum vulgare L.)

 

                                                                                                            Elisabeth Prado (*)

 

 

 

Originário do Mediterrâneo, o orégano é uma planta aromática pertencente à família Lamiaceae (anteriormente denominada Labiatae). Na antiga Roma era usado para ornamentar os lares, por ser considerado portador da felicidade e da paz.  Foi introduzido na Inglaterra na época da conquista romana. Atualmente, os principais produtores mundiais são: Grécia, Turquia, Espanha, França, México, Peru e Chile.

 

Além do tradicional uso culinário, também é empregado em perfumaria e possui propriedades medicinais, descritas a seguir.

 

 

Parte usada: sumidades floridas.

 

 

Principais componentes químicos:

- óleo essencial, composto principalmente por timol, terpineol e carvacrol

- ácidos fenólicos: rosmarínico, caféico, ursólico e clorogênico

- flavonóides

- taninos

- princípio amargo

- tocoferóis

 

 

Ações farmacológicas:

 

- Ação digestiva: os princípios amargos proporcionam efeito eupéptico e os ácidos fenólicos possuem atividade colerética. Também apresenta ação carminativa.

 

- Ação antimicrobiana: o óleo essencial demonstrou em diversos estudos atividades antibacteriana, antimicótica e antiviral.

 

- Ação antioxidante, devida ao ácido rosmarínico e também à presença de tocoferóis.

 

- Ação diurética suave, proporcionada pelo óleo essencial.

 

- Ação antiespasmódica, expectorante e antiséptica das vias respiratórias.

 

 

Efeitos adversos: altas doses de óleo essencial podem provocar sonolência acentuada. Algumas pessoas apresentam reação de hipersensibilidade, manifestada sob a forma de prurido e edema facial.

 

Contra-indicações: gravidez, lactação

 

Atenção: os compostos fenólicos presentes no orégano podem ligar-se ao ferro e diminuir sua absorção no intestino. Pessoas que utilizam suplementos contendo ferro devem propiciar um intervalo de duas horas antes da administração de medicamentos contendo orégano.

 

 

 

Bibliografia:

 

 

ALONSO, J. Tratado de fitofarmacos y nutraceuticos. Rosario: Corpus Editorial, 2007. 1143 p.

 

FETROW, C. W. Manual de medicina alternativa para o profissional. Rio de janeiro: Guanabara-koogan, 2000.743p.

 

 

* Elisabeth Prado é Farmacêutica e Especialista em Farmacoquímica pela UFMG, com ênfase em controle de qualidade de fitoterápicos. Confira o currículo completo clicando aqui.

 

 

Imagens: mikesearch.com / luirig.altervista.org

 

 

 

RECEITAS UTILIZANDO ORÉGANO

 

Tomates Recheados com Ricota e Orégano

 

Ingredientes:

- 2 tomates grandes (de preferência orgânicos, sem as sementes e as tampas)

- 4 colheres (sopa) de ricota amassada

- Sal a gosto

- 2 colheres (chá) de orégano

 

Preparo:

Em um vasilha, amasse a ricota e adicione o sal e o orégano. Recheie os tomates com a ricota temperada. Sirva a seguir.

 

Dica: Regue com azeite de oliva.

 

 

Fonte: adaptado de cozinhadochef.blogspot.com. Acesso em 14/02/2011.

Imagem: cozinhadochef.blogspot.com. Acesso em 14/02/2011.

 

 

Mix de legumes com orégano tostado

 

 

 

  Ingredientes:
  - 2 xícaras de legumes a gosto cozidos e cortados

  - 2 colheres (sopa) de azeite de oliva

  - 1 colher (chá) de orégano comum

  - Sal a gosto

  - 1 colher (chá) de alho tostado

 

  Preparo:

  Misture o azeite com o orégano e o sal. Misture aos legumes cozidos e sirva quente ou frio como salada.

 

 

Fonte: adaptado de aromasesabores.com . Acesso em 14/02/2011.

Imagem: aromasesabores.com . Acesso em 14/02/2011.

 





Voltar

 

E-mail: falecom@grannutrille.com.br - Twitter: www.twitter.com/grannutrille - Facebook: GranNutrille Empresa
Copyright © 2012 GranNutrille ®. Todos direitos reservados.